Animais: Previsão de 19,2 bi em faturamento e a realidade de mais de 30 milhões de abandonados


O número de cachorros e gatos em casa ultrapassa o de crianças nos lares brasileiros, segundo o IBGE.

Não é à toa que os números divulgados no ano passado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), afirmam que existem no Brasil mais de 50 milhões de cães e 22 milhões de gatos de estimação. Esses números impressionantes ajudam a entender o sucesso de um dos negócios que mais crescem no Brasil: “o mercado pet”.

O mercado de pets se expande no Brasil, com faturamento previsto de 19,2 bilhões de reais e expansão de quase 7% em relação ao ano passado, o setor resiste à crise. Os números mostram que, hoje, é possível dizer que o Brasil tem mais cachorros do que crianças, já que, segundo dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (PNAD), de 2013, o país tinha 44,9 milhões de crianças de 0 a 14 anos.

Os dados afirmam que o melhor amigo do brasileiro esta em 44,3% dos domicílios, o que equivale a 28,9 milhões de lares no país.

Ao contrário das estatísticas e do que muita gente pensa, animais de raça também são vítimas do abandono, que normalmente acontece quando envelhecem, ficam doentes ou em situações de mudança dos donos para um lugar menor.

A realidade é que apesar do imenso e crescente mercado de produtos e serviços para animais domésticos no país em cada parte do Brasil para cada dez cães abandonados, apenas um consegue um novo lar.

O abandono ou maus tratos de animais é uma realidade e o problema só aumenta na medida em que há a compra de animais, alimentando um mercado de vidas, que também correm o risco de abandono, deixando outros tantos cães e gatos que vivem nas ruas ou em abrigos para trás.

As estatísticas sobre cães abandonados no Brasil certamente são muito maiores. No entanto, em 2015 a Organização Mundial da Saúde estima que no país existam aproximadamente 30 milhões de animais abandonados, entre 10 milhões de gatos e 20 milhões de cães.

Os motivos alegados por aqueles que abandonam um animal são os mais diversos e banais, mostrando que o abandono é resultado da compra ou adoção despreparada, movida por impulso. Muitas pessoas acham que bicho é um objeto descartável, ignoram sua vida e seus sentimentos.

As desculpas mais comuns são: suja a casa, solta pêlo; cresceu muito; ficou velho e doente; é muito ativo ou requer muita atenção, late ou mia muito; urinou ou defecou fora do lugar; quebrou ou danificou algum objeto; não se adapta com outros bichos; é fujão; não é amistoso, mordeu ou unhou alguém, é agressivo com pessoas; é desobediente etc.

Infelizmente vivemos uma realidade crescente de abandono e maus tratos em um mercado de seres vivos sem fiscalização, sem cumprimentos de leis, sem políticas publicas e muito menos conscientização.

Qual Sua Reação? :O

Ruim Ruim
1
Ruim
Fofo Fofo
0
Fofo
Nerd Nerd
0
Nerd
LOL LOL
0
LOL
Amei Amei
0
Amei
Omg Omg
0
Omg
Triste Triste
1
Triste
Assustador Assustador
2
Assustador
Wtf Wtf
0
Wtf
Paulo do Amaral

Jornalista fundador do Vida Pet News – O Portal Capixaba de noticias dos animais – https://www.facebook.com/VidaPetNews

Comments 0

Animais: Previsão de 19,2 bi em faturamento e a realidade de mais de 30 milhões de abandonados