Coisas que mais irritam os veterinários

Os médicos veterinários sabem que nossos animais de estimação são parte das nossas famílias e que nos preocupamos muito com a saúde deles. Mas, acredite, há coisas que as pessoas fazem que irritam muito esses profissionais, principalmente porque atrapalham o bom andamento da consulta. Será que você faz alguma coisa que irrita o seu vet?

1 – Não estar preparado para a responsabilidade – Donos de cães muitas vezes não estão preparados para essa responsabilidade. Antes de trazer um animal de estimação para casa, as pessoas devem levar em conta as particularidades da raça, tamanho, necessidades de exercício e o custo dos cuidados veterinários, entre outros. É comum que as pessoas adotem um pet por impulso, e num segundo momento percebem que não estavam preparadas ou até mesmo dispostas a arcar com o trabalho e os custos da sua manutenção. 

dog-91765_1280

2 – Usar o Google como veterinário – Muita gente confia na internet como se ela fosse capaz de substituir o médico ou o veterinário. Isso é um risco, porque uma análise equivocada pode retardar a ida do animal à clínica, trazendo prejuízos à saúde dele. Se você notar que alguma coisa está errada, consulte o seu veterinário o mais rápido possível. Eles sabem o que é melhor para o seu pet. 

3 – Não querer pagar pelos cuidados veterinários – Alguns donos gastam uma fortuna em roupinhas para o cachorro, camas e brinquedos, mas depois reclamam do custo dos cuidados veterinários. Isso acontece tanto com pessoas que pagaram caro por um cão de raça, como também com aqueles que adotaram seu animal. 

4 – Esperar muito tempo para procurar ajuda – Quando o tutor de um cão ou gato espera muito tempo para procurar ajuda, geralmente chega na sala de emergência com um cão quase morto. Têm aqueles que dizem:  “Ele só vomita duas ou três vezes por dia”. Quantas vezes por dia você vomita? Se o seu pet está passando mal, vá ao veterinário o quanto antes. 

cao-bravo

5 – Esquece de dizer que o cão morde – Só depois que o cachorro já se atracou no braço do veterinário é que o dono se lembra de dizer que ele sempre tenta morder estranhos, principalmente veterinários… 

6 – Ter que mexer no dono para mexer no cão – Quando as donas de cães pequenos seguram o animal muito perto de seu corpo na hora do exames, o constrangimento é inevitável. Para pegar no cachorro, o médico acaba tendo de esbarrar em quem o está segurando. 

7 – Deixar as crianças correndo soltas – Os proprietários de cães, por vezes, permitem que seus filhos fiquem rastejando embaixo da mesa de exame enquanto o veterinário está lidando com o cão. Isso é realmente irritante! Se você não consegue disciplinar seus filhos, deixe-os com alguém que cuide deles, enquanto o veterinário cuida do cão. 

camara 1

8 – Não escuta – Quando o dono do animal faz uma pergunta ao veterinário mas não o deixa falar. Ou quando a pessoa interrompe o médico com uma informação que ela viu no “Dr” Google. É irritação na certa! Ao fazer uma pergunta ao veterinário, ouça o que ele tem a dizer. Eles geralmente sabem o que estão falando.

9 – Não sabe nada – Alguém da família é designado para levar o cachorro doente ao veterinário. Mas a pessoa chega no consultório e não sabe nada sobre o cão, porque não é ela quem cuida dele. O que o cachorro come? Ele faz exercícios? Qual foi a última vez que ele vomitou? Não sabe nada. Então ela liga para a pessoa que poderia responder as perguntas, mas essa peessoa não atende o celular. Não é para tirar qualquer um do sério? 

10 – Usar o celular durante a consulta – Quando os donos atendem telefonemas no meio de uma consulta ou, pior, bem no momento em que o veterinário está lhe dando instruções. E tem aqueles que já entram no consultório falando ao telefone e fazem sinal com a mão para que o veterinário aguarde o final da conversa. Acredite, isso acontece.

Fonte: Almanaque Pet

Paulo do Amaral

Jornalista fundador do Vida Pet News – O Portal Capixaba de noticias dos animais – https://www.facebook.com/VidaPetNews