COMO DECIFRAR A LINGUAGEM DO SEU CÃO

Homem e animal se comunicam de maneira não-verbal. Alguns sinais são de amplo conhecimento por todos e identificamos eles facilmente quando por exemplo seu cão está nervoso. Ele se inclina para trás, abaixa as orelhas, late. Agora outros sinais mais sutis como a ação de lamber o focinho indica que seu vão está tranquilo e sossegado. Porém, antes de tudo vamos entender que nenhum sinal é comprobatório sozinho. Para ter certeza de que seu cão está dizendo algo é necessário se observar todo o grupo gestual que realiza.
Vamos assim aos principais grupos gestuais que indicam o que seu cão está sentindo.

Sentindo-se Animado
Ele pode adotar um comportamento brincalhão, por exemplo correndo de um lado para o outro. Outro sinal é se apoiar nas patas traseiras com a língua para fora, cauda balançando e atendo o olhar fixo ao seu dono. Ele costuma tomar essa posição antes de se mover.

Estado de Alerta
É similar ao estado de animação, porém o cachorro não costuma manter a boca aberta. O olhar é muito mais fixo e imóvel com a cauda empinada. Podendo emitir até rosnados ou latidos.

Sentindo-se Provocado
Nessa postura as pessoas costumam confundir com animado e é ai que elas tomam mordidas por acidente. Geralmente as pessoas percebem essa diferença quando o cachorro começa a rosnar, mas antes mesmo disso observa-se que suas orelhas estão abaixadas e sua cauda não está balançando. Esse é um sinal para você parar de brincar com e.

Querendo Brincar
Mas quando um cachorro quer brincar ele demonstra claramente com um estado de animação intenso. Esse estado depende do cachorro. Cachorro com mais energia tendem a dar piruetas, saltitar, correr para lá e para cá. (veja esse post em que listamos as raças de maior energia). Outros mais calmos como o buldogue podem apenas dar mordidinhas, lambidas e pequenos saltos. Uma postura interessante para se observar é quando ele se inclina para frente com o peito estufado e patas traseiras estendidas. Esse é um sinal claro de que ele quer continuar a brincadeira.

Sentindo-se assustado
Geralmente quando um cachorro está se sentido acuado ele mantém o corpo curvado com orelhas baixas grudadas na cabeça. Também pode se encolher no chão afim de obter um máximo de recuo, desviando o olhar da fonte de medo. Uma característica que é impossível de não se ver quando o cachorro está com muito medo é sua tremedeira.

Postura Dominante
Quando um cachorro projeta uma postura dominante, ele expande seu tamanho corporal, parecendo maior que o normal. Sua musculatura se torna mais rígida, distribuindo todo o seu peso sobre as 4 patas de maneira uniforme. Seu peito geralmente está estufado, orelhas projetadas para frente, cauda rígida, boca fechada e olhar fixo para um ponto.
Postura Submissa
Ao contrário da postura dominante expansiva, a postura submissa coloca o corpo do cachorro de forma a parecer menor do que o normal. As orelhas ficam baixas, pescoço para baixo com focinho para cima, olhar sempre desviando do olhar do seu dono ou oponente. Em alguns casos o cachorro chega a lamber o dono quando está recebendo uma bronca ou pedindo comida.

Postura agressiva
A postura agressiva pode se dar de duas maneiras:
Uma deles é por medo. Quando um cachorro está sendo intimidado por algo e não ve saída alguma, seus instintos mais animais afloram e ele toma uma posição ofensiva, mas por defesa da própria integridade.
No caso de o cão tomar uma postura ofensiva a agressiva, ele tende a projetar sua cabeça, orelhas assim como todo seu corpo para frente, apoiando seu peso nas patas dianteiras. O olhar é fixo e atendo para atacar a qualquer momento.

Linguagem Verbal
Além da linguagem corporal os cães também possuem uma linguagem verbal. Essa é um tanto limitada comparada às dos humanos, mas é suficiente para demonstras sentimentos, estados de espírito e até situações que estão acontecendo com o cão
Uivo – Intenção de ser notado
Rosnado – Indicativo de agressividade e territorialidade
Murmúrio – Som pedinte e submisso
Choramingo – Ansioso ou com dor
Gemido – Demonstra insatisfação
Latido alto – Felicidade
Latido baixo – Agressividade

Artigo publicado por Maria Paula-Portalpets

Paulo do Amaral

Jornalista fundador do Vida Pet News – O Portal Capixaba de noticias dos animais – https://www.facebook.com/VidaPetNews