Homem é banido eternamente por um tribunal britânico de ter animais depois que agrediu cão

Um homem chamado Laurence Skelson foi banido eternamente por um tribunal britânico de manter qualquer animal depois que ele usou uma tábua de madeira para bater no bulldog do seu amigo, chamado “Boston”

Laurence Skelson, de 63 anos, utilizou um pedaço de madeira, um esfregão e até mesmo uma pá para bater e intimidar o adorável “Boston”, a quem ele estava cuidando a pedido de um amigo.

Um vizinho horrorizado viu as cenas e filmou Skelson segurando um esfregão e uma tábua de madeira e partindo para cima do cachorro, que estava encolhido no chão. O caso ocorreu em Bexhill-on-Sea, na Inglaterra.

O bulldog estava no jardim dos fundos de Skelson, próximo a uma porta, quando o homem cruelmente começou a agredir o cachorrinho, golpeando no pescoço e na cara do inocente animal, que em princípio pensou ser uma brincadeira, como é possível verificar no vídeo.

Felizmente, Boston não sofreu ferimentos físicos duradouros e agora já está de volta aos cuidados de seu dono.

Após uma investigação da RSPCA (Agência protetora dos animais no Reino Unido), em maio do ano passado, Skelson foi impedido de manter cães e foi condenado a pagar trezentos euros em custos, uma multa de 120 euros pelo ocorrido e mais uma sobretaxa para a vítima de trinta euros.

Ele se declarou culpado no Tribunal de Magistrados de Hastings ao não atender as necessidades essenciais de cuidado de um cão, utilizando de métodos inadequados de castigo.

O Vídeo de homem agredindo cão causou revolta no Reino Unido e viralizou

Após a sentença, em 12 de janeiro, a inspetora da RSPCA, Alison Edwards, disse: “É realmente doloroso e verificar que Boston não agia de forma alguma de forma agressiva. Na verdade, pelo contrário, ele estava se comportando de maneira submissa, tentando se afastar do homem e deitado de lado, mas ainda está sujeito a ser apunhalado no pescoço com uma grande tábua de madeira”.

Na verdade, pelo contrário, ele estava se comportando de maneira submissa, tentando se afastar do homem e deitado de lado, mas ainda está sujeito a ser jogado no pescoço com uma grande tábua de madeira.

“Esta era uma maneira totalmente desnecessária de tratar esse pobre cachorro.

“Estou apenas grato de que o pobre Boston não tenha sofrido ferimentos físicos duradouros como resultado desse incidente injustificado.

“Espero que esta frase envie uma mensagem clara de que esse tipo de comportamento contra animais não será tolerado pelos tribunais”.

Felizmente, o pobre Boston não sofreu qualquer tipo de ferimentos físicos duradouros como resultado desse incidente injustificado.

Fonte: DailyMail

 

Paulo do Amaral

Jornalista fundador do Vida Pet News – O Portal Capixaba de noticias dos animais – https://www.facebook.com/VidaPetNews

Deixe uma resposta