Insuficiência renal canina: Saiba os cuidados com seu animal

A insuficiência renal ocorre devido a algum problema nos rins ou algo que comprometa a sua função. Desde problemas de má-formação congênita de órgãos. As Doenças do sistema urinário, como as cistites, e até a presença de cálculos (pedras) que obstruam o fluxo normal da urina podem ser motivos para ocorrência de uma insuficiência renal. Cães idosos e até mesmo cães que sofrem de problemas cardíacos são propensos a desenvolverem a insuficiência renal.

Por: Dr. Vinicius Ribeiro da Silva Medico Veterinário CRMV ES 1336 – Clinica e Cirurgia de Pequenos Animais

No entanto, algumas raças têm maior predisposição para esse mal. Entre estas estão o Beagle, Chow Chow, Cocker Spaniel, Dobermamm, Pinscher, Basenji, Bull Terrier, Cairn Terrier, Pastor Alemão, Shar Pei, Poodle, Lhasa Apso, Shih Tzu, Rottweiler, Samoieda, Norwegian Elkhound, Schnauzer e os mestiços das mesmas, podendo ocorrer em qualquer raça até mesmo nos cãeszinhos vira latas, mas com incidência menor.

Pode-se dizer que o animal tem insuficiência renal quando 75% dos rins estão comprometidos. Isso pode ocorrer de forma aguda, atingindo qualquer raça, idade ou sexo. A doença é identificada quando seu aparecimento é súbito e agressivo, tendo como causa as substancias nefrotóxicas  que agridem o órgão. A insuficiência  renal crônica é quando há lesão nos rins de forma irreversível podendo ocorrer pelo fator idade em cães Idosos.

Os rins são órgãos vitais dos animais, sem eles é impossível viver. São responsáveis por filtrar os fluidos, ajudando na eliminação dos resíduos metabólicos, e pela homeostase (controle de líquido e minerais do corpo).

Entre os processos renais que influenciam nessa regulação temos filtragem do sangue, reabsorção de nutrientes importantes e secreção de resíduos metabólicos, ajuste do equilíbrio de fluidos, ajuste do equilíbrio ácido-base e a produção do hormônio eritropoietina, indutor da produção de hemácias na medula óssea e do sistema renina-angiotensina- aldosterona responsável pelo controle da pressão arterial.

Sintomas de insuficiência renal canina

Os sintomas são muitos e podem variar conforme o caso, possivelmente apresentando-se bem inespecíficos e comuns a outras doenças.

  • Perda de apetite.
  • Perda de peso.
  • Vômitos frequentes.
  • Constipação ou diarreia frequente, inclusive situações em que ocorrem de maneira alternada.
  • Cegueira repentina.
  • Depressão.
  • Mau-hálito e presença de feridas na boca (Ulceras)
  • Convulsões (principalmente nos casos crônicos).

As insuficiências renais podem ser consideradas de certa forma como “doenças traiçoeiras”, pois os sintomas muitas vezes não são óbvios e podem ficar “escondidos” por muito tempo sem que o proprietário perceba qualquer alteração nos hábitos e no comportamento padrão do seu animal de estimação. Por isso, ao observar qualquer dos sintomas descritos acima, procure por um veterinário o mais rápido possível.  Sem que um veterinário examine o seu cão e realize exames laboratoriais, é impossível realizar o diagnóstico da insuficiência renal.

Insuficiência renal pode ocorrer de dois tipos: aguda e crônica

Uma das razões para os casos agudos de insuficiência renal ocorrem em função da ingestão de produtos tóxicos, mesmo quando ingeridos em pequenas doses, podem levar à morte por insuficiência renal aguda.

Animais que tenham suspeita da ingestão de produtos tóxicos e venenos devem ser encaminhados a atendimento veterinário de urgência, pois, se não tratadas, a intoxicação pode levar à morte de um cachorro em poucas horas ou até mesmo tardiamente pelo comprometimento hepático e Principalmente Renal.

Em casos que o cão tem contato com rato ou urina do mesmo, a insuficiência renal pode surgir em decorrência da Leptospirose.

Nas situações de insuficiência renal crônica, a doença desenvolve-se lentamente. Doenças como pielonefrite, má-formação dos órgãos e obstruções do trato urinário, além da e de  levam a quadros de insuficiência renal.

Insuficiência renal canina: diagnóstico e tratamento

Durante uma crise, um cão como insuficiência renal pode precisar de internamento, com suporte de fluidoterapia (soro de forma intravenosa) e uso de medicamentos específicos para o caso, que podem incluir analgésicos, antibióticos, e ainda o uso de medicamentos diuréticos de acordo com a avaliação do veterinário. Alguns cães ainda podem fazer uso da diálise peritoneal e ou a hemodiálise. Veja mais sobre este assunto no artigo a seguir:

Descobrir a causa é fundamental para saber qual o procedimento a ser tomado.  As chances de recuperação dependem do estágio em que a doença foi detectada. A insuficiência renal, quando não tratada, seja na forma aguda ou crônica, podem levar à morte do cão.

Esse problema de saúde pode ser prevenido através de consultas periódicas, principalmente se o cão for idoso, além de sempre estar de olho em qualquer sintoma ou leve mudança no comportamento e jamais o deixarele ter acesso a produtos tóxicos.

Como cuidar?

Cães com problemas renais sentem muita sede e necessitam sempre de água fresca disponível. O cão pode sofrer problemas de hipertensão, que precisa ser controlada com medicamentos para regular o desequilíbrio mineral e eletrolítico e deficiências hormonais. Também podem ocorrer problemas no sistema digestivo do animal, por isso é necessário o uso de medicamentos protetores gástricos para auxiliar na ingestão dos alimentos.

A alimentação deve ser atrativa e saborosa, porém com menor teor de proteína, sódio e fósforo. Hoje em dia existem rações próprias para cães com problemas renais que são bem fáceis de encontrar.

É muito importante consultar um médico veterinário, pois a alimentação deve ser específica para cada caso, e as medicações devem ser feita somente com orientação e acompanhamento do Medico Veterinario.

Por: Dr. Vinicius Ribeiro da Silva – Medico Veterinário CRMV ES 1336 – Clinica e Cirurgia de Pequenos Animais

Paulo do Amaral

Jornalista fundador do Vida Pet News – O Portal Capixaba de noticias dos animais – https://www.facebook.com/VidaPetNews