Mulheres reconhecem seus animais como filhos

Uma realidade entre tutoras de animais de estimação é que mãe de Cachorro, gato, papagaio, periquito, coelho, etc, etc também é mãmãe.

Brincadeiras à parte, isso é um assunto que divide opiniões. Mas em muitos lares eles são tratados como filhos, fazem parte da família.

Ter um animal de estimação pode ser, para muitas mulheres, o mesmo que ter um filho. Seja gato, cachorro ou coelho, o amor relatado por elas é imenso. Tem muita gente que acha a comparação absurda, mas tantas outras pessoas apoiam amor que também chega a ser incondicional.

Essa questão é sempre polêmica e gera muita discussão. Por serem membros da família, muitos animais de estimação são tratados como filhos. Muito carinho, muita atenção, amor… mas você chama o seu animal de filho? Ou usa a expressão “vem cá com a mamãe”?

Fato é que, no Dia das Mães, elas também comemoram ao lado deles.

Cada vez mais conhecemos o poder dos animais em nossas vidas. Eles nos ajudam a crescer social, emocional e espiritualmente: nós precisamos uns dos outros. O conhecimento, porém, sobre as necessidades dos animais para seu bem estar, é imprescindível para o equilíbrio dessa relação.

Um estudo do IBGE revelou que, no Brasil, o número de famílias que criam pelo menos um cachorro é maior do que o de famílias que têm crianças. São 52,2 milhões de cães contra 44,9 milhões de crianças no País.

Com o respaldo da ciência, agora você pode tranquilamente comemorar o dia das mães com seu peludo, sem se sentir maluca.

Segundo estudo, amor entre cachorro e dono é o mesmo de mãe e filho.
Há quem diga que isso é loucura, porém uma pesquisa publicada em abril de 2015 pela revista “Science” revela que estudos feitos pela Universidade Japonesa Azabu confirmam que realmente há um vínculo muito especial entre o homem e seu melhor amigo.

Esse vínculo é obtido de um processo hormonal ativado pelo olhar, que é muito semelhante ao de mãe e filho. Quando dono e cachorro se olham os níveis do hormônio ocitocina aumentam.

Esse hormônio é um dos responsáveis pelo reconhecimento de vínculos sociais e formação de confiança. Essa é uma das explicações da forte ligação entre os humanos e seus cachorros, como se fossem pais e filhos.

Não é a toa que o termo “vem com a mamãe”, “coisa linda da mamãe” e “meu filhote de quatro patas” vem sendo tão ouvido nos últimos tempos. O amor entre cão e dono sempre foi muito forte e duradouro, mas ultimamente esse vínculo vem criando mais força a cada dia.

“O mesmo mecanismo de conexão, baseado no aumento da ocitocina ao se olharem, que fortalece os laços emocionais entre mães e seus filhos, ajuda a regular também o vínculo entre os cachorros e seus donos”, concluiu o estudo.

Paulo do Amaral

Jornalista fundador do Vida Pet News – O Portal Capixaba de noticias dos animais – https://www.facebook.com/VidaPetNews

Deixe uma resposta