Número de gatos e cães obesos é cada vez maior, segundo pesquisa

A preocupação com nossas dietas cresce cada vez mais forte, sendo a era fitness mais presente que nunca. Com essa atenção voltada à saúde, algumas pessoas notaram que os nossos animais também merecem um maior cuidado com suas dietas.

Sofrendo do mesmo mal que os humanos, os pets possuem uma dieta muito baseada em alimentos processados, sendo estes, os maiores causadores de obesidade nos animaiszinhos. Se você tem um cachorro ou um gato, talvez deva prestar mais atenção na alimentação dele.

Parecendo ser apenas uma característica, a obesidade se mascara como uns meros quilinhos acima, ou fofura mesmo, causando problemas silenciosos ao corpo do seu pet.

Cuidados com a alimentação do seu cão e gato

O problema da obesidade afeta tanto gatos quanto cachorros

Demandando um monitoramento regular, o peso dos animais precisa ser constantemente medido para que seja possível sua devida manutenção e aplicação de atitudes para evitar consequências.

A pesquisa procurou vincular algumas características do pet com o comportamento de seu tutor e como ele se sente ao alimentar o animalzinho, ou mesmo qual a frequência com que ele dá petiscos e recompensas ao cachorro ou gato.

O problema mais notável que foi apresentado pela pesquisa foi que, para os tutores de gatos e cachorros, é muito prazeroso alimentar o animal, ainda mais com algo que eles gostem. Para ser mais específico, 59% dos tutores sentem essa recompensa psicológica.

Mesmo ficando muito felizes com a informação de que seus pets estão bem alimentados e felizes, 40% dos tutores não sabem quanto pesa o seu gato ou cão.

Essa é uma informação muito necessária, principalmente para que enxerguemos quando nosso pet está acima do peso ou quando está começando a apresentar sinais de má qualidade de vida.

Obesidade em Gatos

Pets obesos e qualidade de vida

Infelizmente se tornando um problema comum, nossos pets estão cada vez mais rechonchudos, e isso infelizmente não é tão fofo quanto imaginávamos. Com o sobrepeso, alguns problemas de saúde acabam surgindo. As principais doenças são:

  • Diabetes;
  • Catarata;
  • Síndrome de Cushing (hiperadrenocorticismo);
  • Hipertensão;
  • Neoplasias (tumores);
  • Patologias Cardiorrespiratórias;
  • Outros.

 Por mais que no início pareça muito fofo, o sobrepeso é uma causa radicular para as mortes precoces de alguns animais, merecendo toda a atenção possível para evitar que aconteça.

Com a idade, qualquer cão ou gato tende a engordar, seja pelo sedentarismo da idade, seja pelas necessidades energéticas que acabam caindo. Aí entra a necessidade de ter um médico veterinário apto a ajudar nessa progressão, adequando ração, quantidade que deve ser ingerida, e atenção às peculiaridades de cada pet.

Resultado de imagem para cachorro gordo

Tratando cães e gatos obesos

Modificar a alimentação, além da quantidade que é servida ao animal é muito importante, e tal medida deve ser acompanhada por um veterinário para evitar problemas de má nutrição.

A escolha do alimento adequado deve ser cuidadosa, já que a alimentação é a maior causa do sobrepeso. Identificada a causa da doença, o problema já está 50% solucionado, agora é só começar a tratar as causas mesmo. Seja o excesso de comida, hormônios, petiscos, idade, raças ou outros.

Uma saída bacana que está sendo utilizada nos últimos tempos é alimentar os animais em uma espécie de dispenser de comida. Todo animalzinho gosta de brincar, e a proposta é colocar a ração dentro desses brinquedos dispensers a fim de que eles comam aos poucos.

Ocorre que, quando eles comem rapidamente no pote, o cérebro não libera o sinal de saciedade, portanto, é interessante tornar a alimentação a mais lenta possível!

Percebeu sinais de obesidade em seu pet?

Não se desespere, como dissemos, mais da metade dos cães e gatos domésticos estão com sobrepeso, e por mais que a obesidade seja uma doença, ela pode ser regulada e controlada com uma certa facilidade e sem desesperos maiores.

Lembre sempre de pesquisar o histórico genético de seu pet, para saber se os progenitores tinham características marcantes de obesidade, assim como se a raça dele tem maiores facilidades em desenvolver essa característica.

Paulo do Amaral

Jornalista fundador do Vida Pet News – O Portal Capixaba de noticias dos animais – https://www.facebook.com/VidaPetNews

Deixe uma resposta